Meio Ambiente, Resiliência e Gentileza Urbana

A poluição, o desordenamento urbano e a falta de gentileza nas cidades eleva os níveis de estresse e diminui a qualidade de vida da população, além de diminuir o sentimento de pertencimento que as pessoas têm com o seu lugar.

Por isso, precisamos investir na preservação e ampliação do nosso patrimônio natural; incentivar a construção coletiva dos planos diretores municipais; embelezar as áreas públicas, diminuindo os efeitos da presença do homem e incentivar hábitos atividades econômicas de baixo impacto para o planeta.

  • Incluir nas compras governamentais a preferência por produtos reciclados, principalmente papéis, oriundos de cooperativas cearenses.
  • Criação de Plano Estadual de Reflorestamento Urbano.
  • Incentivo fiscal, mediante desconto progressivo do IPVA para veículos movidos a Gás Natural Veicular (GNV), híbridos e elétricos.
  • Inclusão, na Constituição Estadual, da obrigatoriedade de Plano Diretor Participativo para todos os municípios do Ceará.
  • Criação de fundo estadual para financiamento de melhorias do transporte público urbano e intermunicipal, visando, principalmente, a substituição das frotas por veículos híbridos ou elétricos.
  • Proposição, em conjunto com a Câmara Municipal de Fortaleza, de redesenho viário da capital, a fim de eliminar, paulatinamente, estacionamentos nas calçadas, substituindo as vagas por jardins paisagísticos. Esta medida proporciona melhoria das condições climáticas, da qualidade do ar, do tráfego de transporte coletivo e libera espaço para o trânsito de pedestres, tornando a cidade mais gentil. Este planejamento deve ser feito.